Tag Archives: comidinhas

Ceia de Natal à Polonesa no Brasil

24 dez

Uma das mais belas tradições de Natal polonês, dificilmente encontrado nesta forma em outros países, é a ceia de Natal.

Dita o costume, que seja iniciada com o aparecimento da primeira estrela no céu. É uma lembrança da estrela de Belém, que, segundo as Escrituras iria aparecer na gruta da Natividade do Senhor.

A véspera de Natal começa com um belo ritual de quebrar as hóstias de natal (opłatek), um pão branco, suave e fino como neblina, assado especialmente para esta ocasião, de farinha de trigo e água.

 

opłatek que eu e meu irmão fomos buscar na Capelania Polonesa no Bom Retiro em SP Domingo Passado

 

Durante a divisão da hóstia, todos os membros da família se desejam mutuamente festas com saúde, felizes e pacíficas. Esta é a continuação do antigo costume no qual as pessoas compartilharam o pão como um sinal de fraternidade, reconciliação, amor, amizade e paz.

O rito da partilha da hóstia teve lugar na Polônia, no século XVIII, primeiro entre a nobreza, e então rapidamente se espalhou por toda a população nas cidades e aldeias.

Em toda a Polônia, acreditava-se que o pão santo, o pão dos anjos, pode ser compartilhado com as almas de seus entes queridos já falecidos. A reminiscência dessa crença é o costume, preservado até hoje em muitos lares: à mesa de Natal é deixado um lugar vazio (para um viajante ou uma visita inesperada, que também pode ser um ente invisível do além), e em cima da mesa coloca-se um prato extra.

Em algumas aldeias continua a existir o hábito de dividir a hóstia e os restos de pratos de Natal com o gado e outros animais de estimação (incluindo as aves domésticas e cães), na crença de que a alegria do Natal deve ser alcançada por todo o mundo, como pessoas próximas e os animais fiéis a elas. Segundo a lenda, bem conhecida na Polônia, na noite da véspera de Natal, uma vez por ano, os animais falam com a voz humana. (Sempre amei essa parte, mas imagina a DANA que já não para de miar falando! risos)

A ceia da véspera de Natal, à qual sentamo-nos após a divisão da hóstia, é composta, segundo a tradição polonesa, por pratos quaresmais, cuja quantidade e tipo descrevem os costumes regionais e da casa. Em algumas casas serve-se uma ceia de Natal composta por 12 pratos, porque são tantos os meses do ano, ou mais, e de acordo com outra interpretação, porque foram tantos os apóstolos. Em outras, prepara-se um número ímpar de pratos: 5, 7 ou mesmo 11 No entanto, raramente se quantifica com exatidão os pratos da ceia de Natal. Quanto mais numerosos sobre a mesa, maior a riqueza terá a casa no ano seguinte.

Entre os pratos mais antigos, comidos na Polônia, especialmente nas regiões orientais do país, são a kutia, feita com sementes de papoula e trigo ou cevada, misturados com mel. Nas variantes mais modernas da kutia tradicional a mistura é enriquecida com uvas passas, amêndoas, nozes e pedaços de laranja. Um prato bem antigo é a geléia de aveia ou sopa de aveia ou de sementes de linho. Na ceia de Natal deveriam estar presentes também sobre a mesa batatas, pratos com repolho, ervilhas, cogumelos bem como compota de frutas secas.

A ceia de Natal atual, com jejum tradicional, é muito abundante e variada. É um pouco diferente em cada casa, dependendo da tradição da família o gosto culinário de seus membros. Na mesa tradicional de Natal polonês certamente não pode faltar a sopa de cogumelos bem como a sopa de beterraba vermelha com capeletis (recheados com cogumelos e repolho). Deve haver sempre alguns pratos com ervilhas, cevadinha, repolho azedo, cogumelos e frutas secas. Nos menus de Natal, ocupam um lugar especial, o peixe frito, principalmente peixes de água doce (geralmente carpa, lúcio ou vara) e arenques, preparados de muitas maneiras diferentes.

Iguarias tradicionais polonesas também são bolos de Natal e sobremesas. Em primeiro lugar entre estes se encontra o rocambole de papoula. Igualmente famoso é o pão de mel natalino com adição de especiarias aromáticas como o gengibre, canela, cravo e cardamomo. Uma especialidade de Natal também é um bolo tradicional de queijo, preparado de muitas formas diferentes, bem como bolos de nozes e biscoitos.

O velho costume dita que se deve saborear cada prato de Natal, mesmo aquele que não é muito apreciado. De acordo com antigas crenças e tradições, mostrava-se, desta forma, o respeitar aos frutos da terra e os pratos preparados a partir deles. Este comportamento assegurava dispensas com estoques completos e protegia contra a fome. Era dito também que a pessoa que não experimentar qualquer um dos pratos da ceia de Natal no ano seguinte terá algum benefício ou prazer.

 

Nossa árvore esse ano

 

J Such – Texto apoiado no livro de B. Ogrodowska. Polskie obrzędy i zwyczaje’. Editora Sport i Turystyka. Muza S.A. rok

Anúncios

Receitinhas de Natal

23 dez

Olá!

Estava eu aqui com minha mãe, ouvindo musicas alegres, e preparando a lista de compras, quando começamos a contar os pratos que vão para nossa mesa da Ceia (e alguns somente do almoço). Segundo a tradição da família da minha mãe (Polonesa), temos que ter um prato representando cada mês do ano.

E é aí que sempre colocamos alguma coisa nova na mesa.
Esse ano teremos além dos tradicionais peixes (não comemos aves e suinos na véspera, somente no dia), linguiça caseira de batata (eu vou ralar 6 kg de batata amanha! aff), e salada húngara, resolvemos fazer….

Para a noite da véspera:

Salmão ao forno com manteiga

que é bem simples e sempre elogiado:

1 posta de salmão sem a pele
sal
pimenta-do-reino

Molho de manteiga:
200 g de manteiga
3 dentes de alho picado
raspas de 1 limão
suco de 1 limão
1 xícara de salsinha picada
1 pitada de sal

Modo de preparo:

Tempere o salmão com o sal e a pimenta e leve para assar em forno médio ( mais ou menos, 180° C), preaquecido e coberto com papel alumínio por cerca de 25 min (eu forro a forma com rodelas de tomate e cebola para o salmão não grudar na forma e dar um sabor a mais)

Enquanto isso coloque a manteiga em uma panela e frite o alho, coloque a raspa de limão, a salsinha, o suco de limão, o sal e a pimenta, e reserve. Passado o tempo do forno tire o alumínio e regue com a manteiga, volte ao forno, descoberto, por mais 10 minutos ou até começar a dourar.

DICA :  ALGUNS INGREDIENTES QUE PODEM SER COLOCADOS NA MANTEIGA: ALCAPARRAS, AZEITONAS VERDES, ALICHE OU TOMATE SECO, COLOQUE NA BASE DA RECEITA E DELICIE-SE.

 

E para o dia de natal:

Salpicão de Frango Com Maionese

 

-1/2kg de peito de frango
-2 caldos de frango
-3 dentes de alho
-1 cebola média picada
-2 pacotes de batata palha
-1 lata de milho
-1 lata de ervilha
-100g de azeitonas verdes picadas
-100g de queijo prato picado em cubos
-2 tomates picados
-1 pimentão picado
-1 cebola média picada
-1 vidro de maionese grande

Frango: temperar com alho, cebola e os tabletes de caldo de frango. Cozinhar, desfiar e reserve.

Salpicão: misture todos os ingredientes, tempere como salada com
azeite e acrescente a maionese e a batata palha. Por útimo acrescente a maionese (que pode ser caseira) e decore com batata palha por cima.

 

Gente, Boas Festas, e que TODOS recebam de volta todo afeto que desejam ao próximo e mais!

E como disse Dom Roger  “Minha oração neste Natal é que cada um de nós tenha a coragem e a determinação de se esvaziar das vaidades, do senso de poder e de todo o status”.


Gratinado de Carne Seca

31 out

Peguei essa receita no pacote de Batata Palha Na Mesa da Elma Chips e resolvi testar… Ficou MUITO bom!

Ingredientes:

1 pedaço de carne-seca (500 g)
2 colheres (sopa) manteiga
1 cebola grande em rodelas
2 dentes de alho picados
½ xícara (chá) de ketchup
1 ½ xícara (chá) de creme de leite fresco
6 ramos de coentro lavados e picados
1 embalagem deBatata Palha (300 g)
1 xícara (chá) de leite quente (200 ml)

Preparo

Faça o refogado de carne-seca: coloque-a em uma tigela funda, cubra com água e deixe de molho, por cerca de 6 horas, sob refrigeração. Troque a água por 3 ou 4 vezes, para remover bem o sal.
Transfira a carne para uma panela de pressão, cubra novamente com a água fria, tampe a panela e leve ao fogo alto até pegar pressão, então, abaixe o fogo e cozinhe por cerca de meia hora. Apague o fogo, espere a pressão sair totalmente e destampe a panela. Despreze a água do cozimento e retire a carne, desfiando-a depois de fria.
Aqueça uma frigideira grande em fogo alto, derreta a manteiga, doure a cebola e o alho. Em seguida, junte a carne-seca desfiada, refogue por alguns instantes. Depois adicione o ketchup e o creme de leite fresco. Deixe cozinhar por cerca de 5 minutos para que o creme engrosse ligeiramente, acrescente o coentro e apague o fogo.

Montagem: abra as embalagens de batata palha e reserve 1 ½ xícara (chá). Acomode o restante da batata em um refratário retangular pequeno e regue com o leite quente. Espalhe por cima o refogado de carne-seca, cubra com a batata palha reservada. Regule o forno para a temperatura média alta (200°C) e asse por 20 a 25 minutos ou até que as batatas da superfície comecem a corar. Sirva em seguida, como prato principal.

Variação: carne de frango ou de pernil desfiadas ou lascas de peixe podem entrar em substituição à carne-seca, renovando o sabor da receita.

Rendimento:6 porções
Tempo de preparo:20 minutos

É dia de biscoito! Snickerdoodles…

3 out

Domingo, dia de eleição no Brasil…

Meu irmão meio desconcertado pois teve que trabalhar na eleição (e você sabe né, em nossa democracia, se ele não for, vai preso!, pois é!)

Resolvi que era dia de Cookies! Snickerdoodles são muito tradicionais nos Estados Unidos e Inglaterra e são super fáceis de fazer, as crianças podem até ajudar 🙂

Mesmo amando os cookies de chocolate à moda antiga, eu tenho que dizer, snickerdoodles são os meus cookies favoritos. Eles são sutis, simples, e eu acho que muitas vezes esquecido. Mas para mim são perfeitos, provavelmente porque eles são repletos de açúcar e manteiga. Mmmmmmm.

Eles são super fáceis de fazer, e ainda mais fácil para comer. *risos*


Snickerdoodles


Ingredientes:
190g de farinha de trigo
150g de açúcar
110g de manteiga, amolecida
1 ovo
½ colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de baunilha
¼ colher (chá) de sal

Misturinha de canela: 2 colheres (sopa) de açúcar e 1 colher (chá) de canela em pó

Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes da massa em uma tigela grande, batendo-os  até obter uma mistura homogênea.
Feito isso, misture a canela e o açúcar numa tigelinha.
Faça bolinhas de massa (as minhas tinham medida equivalente a ½ colher de sopa) e passe-as pela mistura de açúcar com canela.

Disponha-as em assadeira forrada com papel manteiga, deixando espaços de 5 cm entre cada uma delas.(Elas espandem bastante, é aconselhavel deixar bastante espaço entre elas)

Asse por 8 a 10 minutos em forno a 205°C ou até que as beiradas estejam douradas. Deixe esfriar na assadeira antes de transferir para a grade de resfriamento.

Aproveitem! 😉

Beijos açucarados!

Aline

%d blogueiros gostam disto: